domingo, 31 de julho de 2011

O Profeta Daniel - uma breve biografia em Vídeo



 Ora, Deus concedeu a Daniel misericórdia e compreensão...
Daniel 1:9

O Profeta Daniel é um dos personagens mais fascinantes de toda a Palavra de Deus, tanto pela qualidade das profecias, visões e ensinamentos que Deus nos ensinou e revelou através dele, bem como por sua postura diante das tribulações e problemas da vida...

Que possamos nos inspirar nesse relato em vídeo sobre esse grande homem de Deus!
Graça e Paz

Saibam mais...

quarta-feira, 13 de julho de 2011

Reforma de Saúde - Uma mensagem importantíssima

"Porque importa que todos nós compareçamos perante o tribunal de Cristo, para que cada um receba segundo o bem ou o mal que tiver feito por meio do corpo."
2 Coríntios 5:10

Para ouvir esse sermão apenas clique em Play


A mensagem da reforma de saúde é um assunto importantíssimo em nossos dias, com enorme potencial de atrair a atenção daqueles que não se interessam, em primeira instância, sobre os assuntos doutrinários que fazem parte da mensagem que a igreja cristã prega ao mundo!

Porém a igreja tem manifestado desinteresse ou rebeldia a respeito desse tema, e precisamos reconsiderar tal condição para que possamos glorificar a Deus em tudo que comermos, bebermos ou fizermos!


Graça e Paz

Saibam mais...

terça-feira, 12 de julho de 2011

Buscai e Achareis!!!

Saibam mais...

sexta-feira, 8 de julho de 2011

Deus encerrou a todos na desobediência!

Porque Deus a todos encerrou na desobediência, a fim de usar de
misericórdia para com todos.
(Romanos 11:32)

Como entender a alusão de Paulo, inspirado pelo Espírito Santo, de que Deus encerrou as pessoas na desobediência?
Sendo que Deus não deseja a desobediência, nem jamais encoraje o pecado, que é transgressão de sua própria lei e vontade, como entender a declaração da Palavra da Verdade (João 17:17) que parece indicar que Deus, como agente consciente e ativo, colocou o ser humano em uma prisão, chamada pecado, da qual ele não pode fugir?
Algumas pessoas recuam horrorizadas diante da perspectiva de ter de responder afirmativamente a essas perguntas:
Sim, Deus encerrou as pessoas na desobediência! Sim, Deus, como agente consciente e ativo, colocou o ser humano em uma prisão chamada pecado da qual eles não tem possibilidade de fugir!
Essas pessoas têm zelo por Deus e imaginam que essas respostas afirmativas tornariam Deus cúmplice do pecado.
Entretanto, outras passagens das escrituras demonstram com ainda maior clareza que a resposta afirmativa a essas perguntas faz parte da forma de Deus lidar com os pecadores seres humanos. A primeira delas vem do próprio livro de Romanos: A Palavra nos diz que “o próprio Deus os entregou (aos gentios) a uma disposição mental reprovável,” com o objetivo de que eles praticassem “coisas inconvenientes” por uma triste razão: “por haverem desprezado o conhecimento de Deus.” (Romanos 1:28).
            Foi Deus em pessoa, quem entregou suas criaturas pecadoras a essa condição tenebrosa na qual elas haveriam de praticar coisas terríveis, por terem desprezado o conhecimento de um Deus que unicamente tem poder de livrá-los do pecado, essa é a verdade.
Em Gênesis, o homem (Adão) era livre para pecar, como para não pecar, mas, pecando não seria livre para impedir as conseqüências de seu pecado sobre si mesmo, e posteriormente sobre toda a humanidade. (Gênesis 2:17; Romanos 5:12).
Dessa forma, em escolhendo o pecado, a humanidade não seria capaz de se livrar dele por maiores que fossem seus esforços nessa direção, e podemos atribuir essa impossibilidade ao próprio “poder do pecado,” como sendo mais forte do que uma humanidade, que mesmo “querendo” fazer o bem, encontra a lei de que o mal nela reside (Romanos 7:21), mesmo no contexto da salvação em Jesus Cristo, Paulo encontrou em si mesmo essa inexorável “lei.”
Essa lei, a lei do pecado e da morte, é um princípio ativo, que se manifesta na vida humana, ainda que tal manifestação não seja sequer desejada. O apóstolo diz: “Porque não faço o bem que prefiro, mas o mal que não quero, esse faço.” (Romanos 7:17).
            Diante do fato de que o pecado “faz separação” entre pecadores e Deus (Isaías 59:2), e conduz à morte espiritual (efésios 2:1) e física (Romanos 6:23), cabe bem a pergunta: Quem pode ser salvo do pecado? “Jesus, porém, fitando neles o olhar, disse: Para os homens é impossível; contudo, não para Deus, porque para Deus tudo é possível.” (Marcos 10:27).
            Ao iniciar a explicação da doutrina da salvação, Jesus não nega um fato devastador: Para os homens isso (ser salvo) é impossível! O ponto de partida para vencer o pecado é reconhecer que isso é uma impossibilidade para a humanidade!
            A razão dessa impossibilidade jaz na raiz do pecado, que tem força de lei (de Deus) para a humanidade! Quando Deus disse que Adão e Eva (e a humanidade) morreriam se comessem do fruto do conhecimento do bem e do mal (Gênesis 2:17) ele tornou a morte (espiritual e física) uma lei diante da qual não haveria possibilidade de escapatória para a humanidade! É nesse sentido que Deus nos encerrou na desobediência!
            Deus não estimulou o casal do Éden a desobedecer, muito menos tornou impossível sua obediência, antes concedeu sabedoria e força para viverem para sempre longe do pecado, mas uma vez enredados seria impossível aos homens não serem pecadores!
Tal verdade se torna explícita na Palavra que nos ensina ser mentiroso, e a fazer Deus mentiroso, todo aquele que pretende não “ter” nem “cometer” pecado! (1 João 1:8 e 10).
            Entretanto, se enganaria completamente alguém que visse nessas verdades a implicação de que a origem da presente situação de pecado na humanidade é fruto da vontade de Deus! Tal conclusão não poderia estar mais longe da verdade.
            Deus odeia o pecado (Isaías 61:8) e através de Jesus Cristo realizou aquilo que era impossível de ser realizado pelo ser humano! A Salvação.
            A redenção que há em Jesus Cristo (Romanos 3:24), justifica o pecador, e conquanto momentaneamente não anule absolutamente a lei do pecado e da morte (Romanos 7:7-25), pois que ela continua ativa e real inclusive na realidade dos verdadeiros cristãos, nos livra das conseqüências últimas dessa lei (Romanos 8:2).
            A concretização plena e cabal da redenção eterna (Hebreus 9:12), já consumada na cruz (João 19:30), ainda está no futuro, olhando de nossa perspectiva atual. Tal redenção ainda não foi tornada efetiva em todas as suas dimensões na vida dos salvos, que ainda sofrem em meio a uma criação que geme em seu cativeiro de corrupção, e que espera ardentemente a futura manifestação da glória dos filhos de Deus (Romanos 8:18-21).
            Apesar de isso significar que o pecado ainda está e estará presente (mesmo que por pouco tempo), podemos dar graças a Deus por não haver nenhuma condenação para quem está em Cristo Jesus (Romanos 8:1). Jamais inferindo com isso que Cristo seja “ministro do pecado” (Gálatas 2:17).

Saibam mais...

A Sétima Trombeta do Apocalipse!!! (sermão para Download)

O sétimo anjo tocou a trombeta, e houve no céu grandes vozes, dizendo: O reino do mundo se tornou de nosso Senhor e do seu Cristo, e ele reinará pelos séculos dos séculos
Apocalipse 11:15


Para ouvir esse sermão apenas clique em Play


As Trombetas do Apocalipse são marcos proféticos que dividem a história da humanidade em sete eras definidas e reveladas na Palavra de Deus. Vivemos hoje nos dias da sétima trombeta quando se cumprirá o mistério de Deus, na manifestação do Senhor e Salvador Jesus Cristo nas nuvens do céu.

Essa verdade deve ser compreendida por todos que desejam estar preparados para os últimos cumprimentos proféticos que ainda estão diante de nós!


Graça e Paz 

Saibam mais...

segunda-feira, 4 de julho de 2011

A Cristologia do livro de Hebreus



Este vídeo é fruto de um estudo muito interessante sobre a Superioridade de Jesus Cristo quando comparado com quaisquer personagens e instituições revelados na Palavra de Deus. Essa superioridade nasce de sua singular identidade sendo homem (tentado como nós em todas as coisas, mas sem pecado) e como Deus, e expressão exata do Ser Eterno.

Que ele seja útil para todos que o assistirem de coração aberto para a verdade (João 17:17)

Saibam mais...

sábado, 2 de julho de 2011

O maior evangelista do mundo abaixo de Cristo


E não era conhecido de vista das igrejas da Judéia, que estavam em Cristo. Ouviam somente dizer: Aquele que, antes, nos perseguia, agora, prega a fé que, outrora, procurava destruir.E glorificavam a Deus a meu respeito
Gálatas 1:22-24

Para ouvir esse sermão apenas clique em PLAY


Paulo é um personagem singular e importantíssimo para a religião cristã, especialmente para sua Teologia. Ninguém jamais poderia negar esse fato, e quando se conhece sua história antes e depois de Cristo somos igualmente conduzidos a glorificar a Deus a respeito dele, como ocorreu no passado com os crentes que habitavam a região da Galácia

Esse pano de fundo nos guiará em nossas considerações sobre Atos 18 e seu interessante modelo de trabalho evangelístico!


Graça e Paz

Saibam mais...
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...