sexta-feira, 30 de março de 2012

O conhecimento da Glória de Deus na face de Cristo

Porque Deus, que disse: Das trevas resplandecerá a luz, ele mesmo resplandeceu em nosso coração, para iluminação do conhecimento da glória de Deus, na face de Cristo.
2 Cor 4:6

Para ouvir esse sermão apenas clique em Play


A glória que resplandece de forma perfeita na face de Cristo é a glória do amor, da graça, da verdade e da identidade dAquele que é Senhor, Criador e Salvador!!! Essa mensagem parte de 2 Cor 4:6 e percorre o caminho para compreender essa identidade de Cristo como Deus e como homem, e espero que ela edifique àqueles que lhe ouvirem com coração atento e sensível á Palavra de Deus!!!


Graça e Paz!!!

Saibam mais...

O caráter repugnante do egoísmo...

Saibam mais...

terça-feira, 27 de março de 2012

A Vinda do Reino de Deus - Lucas 17:20-24

Interrogado pelo fariseus sobre quando viria o reino de Deus, Jesus lhes respondeu: Não vem o reino de Deus com visível aparência...
Lucas 17:20

Para ouvir esse sermão apenas clique em Play


A manifestação do Reino de Deus é um tema maravilhoso a ser estudado pelos amantes das Escrituras. Nesse sermão exploro algumas dimensões entre sua manifestação invisível e visível na Segunda Vinda de Jesus. Espero que essa mensagem seja de grande valia para todos que dedicarem tempo em ouví-lo com coração aberto ao Reino de Deus! maranata!


Graça e Paz!!!

Saibam mais...

sexta-feira, 23 de março de 2012

Prenúncio...

Saibam mais...

Amem uns aos outros, e o mundo os odiará!!!

Se vós fôsseis do mundo, o mundo amaria o que era seu; como, todavia, não sois do mundo, pelo contrário, dele vos escolhi, por isso, o mundo vos odeia.
João 15:19

Para ouvir esse sermão apenas clique em Play!


Os frutos do amor a Deus e às pessoas "deveria" produzir um mundo que admirasse essa atitude/disposição, mas a bíblia nos pede para amar a Deus e às pessoas e nos preparar para sermos odiados pelo mundo! Isso pode parecer incompreensível, mas reflete a mais pura realidade da experiência cristã em todos os séculos! Nesse sermão eu aplico algumas dimensões dessa realidade para a experiência do amor e da fé na Palavra de Deus, e espero que ele seja um instrumento de edificação espiritual para todos que o ouvirem!


Graça e Paz!!!

Saibam mais...

#AGrandeEsperança Dicas para o Twitaço!

santificai a Cristo, como Senhor, em vosso coração, estando sempre preparados para responder a todo aquele que vos pedir razão da esperança que em vós...
1 Pedro 3:15

Nesses dias 23 e 24 de março de 2012 a igreja está se mobilizando para intensificar a distribuição dos livros missionários "A Grande Esperança" e está realizando várias frente de esforço missionário no sentido de impactar a sociedade com a verdade da Palavra de Deus com o foco na preparação para a breve Volta de Jesus!

Nesse Post trago algumas dicas de tweets com a tag #AGrandeEsperança e mensagens bíblicas variadas para Downloads de quem se interessar! Nos ajude a espalhar a mensagem aos quatro cantos da terra e a toda criatura! É apenas copiar (CTRL +C) e colar (CTRL +V) na sua timeline no twitter e clicar para enviar!!!

Para ter acesso às dicas clique no link "mais informações" em azul, logo abaixo

Graça e Paz!!!

Saibam mais...

quinta-feira, 22 de março de 2012

A marca da Besta! Se prepare!

Saibam mais...

terça-feira, 20 de março de 2012

O conceito de "perfeição" nos escritos de Paulo

...advertindo a todo homem e ensinando... em toda a sabedoria, a fim de que apresentemos todo homem perfeito em Cristo
Colossenses 1:28

O tema da perfeição cristã é maravilhoso, instigante, e reconhecidamente difícil. Existem muitas concepções filosóficas e teológicas em torno de sua definição e de qual seja sua manifestação na realidade da vida cristã, e para enriquecer  ainda mais esse debate trago aqui a tradução do verbete: "Perfeição/Maturidade" do  Dicionário de Paulo e suas cartas (Dictionary of Paul and His Letters, Gerald F. Hawthorne, Ralph P. Martin [editors]) na esperança de que ele auxilie a compreensão dos leitores de alguma forma!

Para acessar a tradução apenas clique no link "mais informações" logo abaixo e bom estudo!

Saibam mais...

sábado, 17 de março de 2012

Milagres de Deus, e milagres do pecado (Atos 5:12-32)

Muitos sinais e prodígios eram feitos entre o povo pelas mãos dos apóstolos... Levantando-se, porém, o Sumo Sacerdote e todos os que estavam com ele, ...tomaram-se se inveja!
Atos 5:12, 17

Para ouvir esse sermão apenas clique em Play!


A história da igreja apostólica, registrada no livro de Atos dos apóstolos, está repleta de milagres de Deus através dos apóstolos cristãos. Mas também de "milagres" do pecado na manifestação da rebeldia e do pecado daqueles que rejeitam o evangelho! Que esse sermão ajude a muitos a entender esses milagres e escolher o lado de Deus!!!


Graça e Paz!!!

Saibam mais...

A Chave da História Humana - A Volta de Cristo!

Saibam mais...

sexta-feira, 16 de março de 2012

Eu te Amei com Amor Eterno! Jeremias 31:3

De longe se me deixou ver o Senhor, dizendo: com amor eterno Eu te amei; por isso, com benignidade te atraí
Jeremias 31:3

Para ouvir esse sermão apenas clique em Play!


Jeremias 31:3 é um dos versos muito amados do Antigo Testamento por seu conteúdo maravilhosamente revelador a respeito da atitude/sentimento de Deus para conosco em termos de "amor eterno". Nesse sermão eu trato desse tema nos versos 1-22 de Jeremias 31 com o foco no amor eterno descrito no verso 3. Espero que essa mensagem seja edificante para todos que entrarem com contato com ela!


Graça e Paz!!!

Saibam mais...

quinta-feira, 15 de março de 2012

Breves Considerações sobre a relação entre Jesus Cristo e os Fariseus

Dirigiu-se Jesus ao fariseu e lhe disse: Simão, uma coisa tenho a dizer-te. Ele respondeu: Dize-a, Mestre...
Lucas 7:40

O grupo dos fariseus é um grupo estigmatizado como exemplo e sinônimo de infidelidade a Deus na ótica cristã, em grande medida por causa das (1) referências feitas por Cristo de sua destacada hipocrisia[1], (2) por causa de todo o claro antagonismo entre eles e Jesus durante o ministério terrestre do Salvador (Mateus 9:34; Marcos 2:24; 12:13; Lucas 5:21; João 7:32, dentre vários outros textos), (3) por causa da conexão dos fariseus com os eventos imediatamente anteriores e posteriores da morte/crucifixão do Senhor (João 18:3; Mateus 27:62), e (4) por causa da aplicação das más características farisaicas específicas e condenadas por Jesus a todos os fariseus da história bíblica indistinta e indiscriminadamente.
O termo fariseu “significa ‘os separados’, e quer dizer, os santos, a verdadeira comunidade de Israel.”[2] A seita dos fariseus surgiu por volta de 120 a. C. e sua filosofia era a de “rígida aderência à lei, e ao testemunho das interpretações tradicionais que estavam sendo abandonadas naqueles tempos (por influência da helenização da cultura judaica).”[3]
Havia várias comunidades farisaicas e elas “observavam regras precisas para admissão de membros” o que incluía “um tempo preparatório para ser admito; um compromisso em observar o regulamento da comunidade que era feito diante de um escriba-fariseu[4] líder; e prometer observar as prescrições sobre pureza e sobre os dízimos.”[5] Havia também certa hierarquia interna no(s) grupo(s) dos fariseus, como a designação “um dos principais fariseus”[6] denota.
Os fariseus cumpriam rígidos regulamentos[7], e desejavam impor sobre todo o povo as regras de pureza e alimentação levíticas, e “queriam deste modo, formar a verdadeira ‘comunidade santa’ de Israel”[8]. Disso discordavam os saduceus por serem essas prescrições exclusivas aos sacerdotes segundo a Torá.
Os objetivos dos fariseus e sua disposição de fidelidade prática a Deus em um momento de infidelidade e distanciamento de Deus não são características negativas, especialmente pelo fundamento bíblico de muitas de suas reivindicações (dízimos, pureza, fidelidade, etc.). Claro que eles erraram em igualar a tradição humana na interpretação dos vários mandamentos de Deus (marcos 7: 6-14) e a própria revelação, pelo que foram repreendidos.
Apesar de acharmos indicativos de boas qualidades nos fariseus, na Bíblia eles são chamados de “raça de víboras” por João batista, pessoas que aparentemente mereciam a “ira vindoura” (Mateus 3:7). A razão dessa atitude só vai ficar mais clara na medida em que eles vão manifestando sua oposição à verdade do Evangelho que Cristo revela em suas palavras e obras.
 Os fariseus “murmuram” e afirmam que Jesus expulsava demônios pelo poder de Satanás (Mateus 9:34); “conspiram para tirar a vida” de Jesus (12:14); “tentam” ao Senhor (16:1); “interpelam” a Cristo com objetivo de acusar (marcos 7:5); fazem estratégias para “pegar Jesus em alguma palavra” (12:13); “rejeitam” quanto a si mesmos, o desígnio de Deus (Lucas 7:30); “têm o interior cheio de rapina e perversidade” (11:39); “eram avarentos” (16:14); “expulsavam da sinagoga quem cria em Jesus” (João 12:42); etc.
Essas coisas revelam um quadro triste e sombrio do grupo dos fariseus, mas harmonizar seus ideais de fidelidade a Deus e sua manifestação em relação a Cristo não é uma tarefa fácil de ser realizada.
O verdadeiro erro do fariseu é de natureza fundamental, profunda, e, entretanto, difícil de detectar em sua essência, e não pode ser comparada com simples infidelidade. Eles julgavam se opor a Cristo movidos pelo zelo para com a verdade, e isso tornava sua posição especialmente perigosa. Em nome de sua “fidelidade” à lei eles se permitiram ser tomados de violência, injustiça, e transgressão da própria lei de Deus.
Considerando a si mesmos “separados”, “a verdadeira comunidade de Israel” não seria difícil vislumbrar a ação corrosiva da ilusão pecaminosa/demoníaca de mérito/merecimento para a salvação diante de Deus[9]. Mas o Cristo “que conhecia o que era a natureza humana”[10] e que podia, diferentemente de nós, expor com verdade absoluta a hipocrisia da alma do outro, enfrentou a satânica e enganosa “justiça própria” dos fariseus com ousadia, coragem, e duras verdades de condenação, e com a declaração da necessidade de arrependimento/penitência, e “tal audácia o levou à cruz.”[11]
Não podemos, entretanto, acusar o grupo dos fariseus como o único “responsável” pela morte de Cristo. O Senhor declarou que Ele mesmo entregava sua vida por suas ovelhas “espontaneamente” (João 10:18), e invocou perdão inclusiva sobre mandantes e executores de sua sentença de morte (Lucas 23:34), que era realizada para propiciação dos pecado de toda a humanidade (1 João 2:2). Os fariseus foram objetos constantes do interesse de Cristo e de suas repreensões, lembrando-se que Ele só age dessa maneira para com quem ele tem amor (Apocalipse 3:19) e interesse em salvar.
Certamente é terrível ver o registro da obra dos “fariseus,” que se desviaram da verdade (e isso em nome da verdade!) e articularam a morte de Cristo do ponto de vista humano com extrema injustiça e maldade, mas devemos lembrar duas coisas nesse contexto: (1) Nem todos os fariseus em Israel estavam incluídos nesse grupo que lutava ativamente contra Cristo; e (2) muitos dentre o grupo dos fariseus creram em Jesus durante seu ministério, ou após sua paixão e ressurreição, e estão guardados para a vida eterna a se manifestar no último dia quando o Salvador e Senhor retornar! Amém!


[1] “os hipócritas” (no primeiro evangelho esse termo designa, salvo nalguns casos, os fariseus). Jeremias, Joachim. Jerusalém nos tempos de Jesus: pesquisa de história econômico-social no período neotestamentário. São Paulo-SP: Paulus, 2010, p. 343.
[2] Ibid., p. 333.
[3] Nichol, Francis D.: The Seventh-day Adventist Bible Commentary, Volume 5. Review and Herald Publishing Association, 1978; 2002, S. 51
[4] Nem todos os escribas eram fariseus, e nem todos os fariseus eram escribas.
[5] Jeremias, Joachim. Jerusalém nos tempos de Jesus: pesquisa de história econômico-social no período neotestamentário. São Paulo-SP: Paulus, 2010, p. 339-40.
[6] Lucas 14:1
[7] White, Ellen G. O desejado de todas as nações, 86
[8] Jeremias, Joachim. Jerusalém nos tempos de Jesus: pesquisa de história econômico-social no período neotestamentário. São Paulo-SP: Paulus, 2010, p. 357-58.
[9] A parábola do fariseu e do publicano ilustram isso de forma explícita.
[10] João 2:25
[11] Jeremias, Joachim. Jerusalém nos tempos de Jesus: pesquisa de história econômico-social no período neotestamentário. São Paulo-SP: Paulus, 2010, 360.

Saibam mais...

quarta-feira, 14 de março de 2012

segunda-feira, 12 de março de 2012

A Oração do Profeta Habacuque - sermão em áudio

Oração do profeta Habacuque sob a forma de canto...
Habacuque 3:1

Para ouvir esse sermão apenas clique em PLAY


O louvor e a oração são disciplinas espirituais de um relacionamento de fé, amizade, companheirismo e amor para com Deus. A bíblia relata o conteúdo de muitos louvores, e de muitas orações, e nesse sermão em específico temos uma meditação sobre uma oração que é um louvor. Habacuque 3 nos relata uma linda oração "sob forma de canto" (3:1) e que nos conduz a vislumbres maravilhosos da fé em Deus em qualquer circunstância da vida!


Graça e Paz!!!

Saibam mais...

sexta-feira, 9 de março de 2012

O pecado de Adão, a Cruz de Cristo, e a Justificação

Porque, como, pela desobediência de um só homem, muitos se tornaram pecadores, assim também, por meio da obediência de um só, muitos se tornarão justos...
Romanos 5:19

A relação da queda do homem Adão e de seus efeitos sobre sua posteridade é um assunto espinhoso no que se refere à justiça e a verdade por detrás da realidade humana como um raça pecadora, mortal e separada de Deus. A relação da cruz de Cristo com a Justificação dos pecadores é um assunto também espinhoso do ponto de vista de sua aplicação para toda a humanidade ou apenas para alguns seres humanos.
Nesse post trago a tradução de um artigo de Ángel Manuel Rodríguez cujo título é A justificação e a Cruz, publicado originalmente no site do instituto de pesquisas bíblicas da conferência geral (Para ter acesso ao artigo original em inglês clique aqui!!!). Tenho esperança de que esse texto será esclarecedor em torno de algumas questões sensíveis relacionados a esses tópicos dentro da comunidade cristã!

Para ter acesso à tradução apenas clique no link em azul "mais informações" logo abaixo

Saibam mais...

quinta-feira, 8 de março de 2012

A edificação do Templo Espiritual - Efésios 2

Assim, já não sois estrangeiros e peregrinos, mas concidadãos dos santos, e sois da família de Deus, edificados sobre o fundamento dos apóstolos e profetas, sendo ele mesmo, Cristo Jesus, a pedra angular...
Efésios 2:19-20

Para ouvir esse sermão apenas clique em Play


A construção do templo espiritual é uma tarefa mais trabalhosa do que construir um templo de tijolo e concreto. A relação com Deus através de Cristo como edificação da alma e do coração no amor e na verdade  é uma construção mais sensível e que exige mais do ser humano! Esse sermão foi pregado com o intuito de auxiliar a cada que o ouvir a entender que em Cristo estamos sendo edificados templo espiritual para habitação de Deus no Espírito!


Graça e Paz!!!

Saibam mais...

sábado, 3 de março de 2012

Uma profecia de Restauração - Zacarias 8

Assim diz o Senhor dos Exércitos: Sejam fortes as mãos de todos vós que nestes dias ouvis estas palavras da boca dos profetas, a saber, nos dias em que foram postos os fundamentos da Casa do Senhor dos Exércitos, para que o templo fosse edificado...
Zacarias 8:9

Para ouvir esse sermão apenas clique em Play


Zacarias 8 é uma profecia maravilhosa do poder e da graça de Deus! Conhecer essa seção do texto bíblico e suas implicações e promessas traz esperança à alma daqueles que percebem a condição desolada e destruída da relação da humanidade com o Senhor!
Que essa mensagem aja com poder em direção a iluminar e esclarecer a todos que a ouvirem com coração atento e disposto a conhecer e praticar a vontade de Deus na restauração de seu povo...


Graça e Paz!!!

Saibam mais...

sexta-feira, 2 de março de 2012

Um Sábado na vida de Jesus Cristo - Lucas 14:1-24

Aconteceu que, ao entrar ele num sábado na casa de um dos principais fariseus para comer pão, eis que o estavam observando...
Lucas 14:1

Para ouvir esse sermão apenas clique em Play


Jesus Cristo sempre foi envolvido em controvérsias a respeito do sábado, e nesse sermão vamos meditar nos relatos do Evangelho de Lucas, em especial no capítulo 14. Que essa reflexão nos conduza a um relacionamento mais profundo com o Senhor do Sábado, em fidelidade e amor!


Graça e Paz!!!

Saibam mais...

Quão perfeito é "perfeito"? É a perfeição cristã algo possível? Edward Heppenstall

"Sede vós perfeitos..."
Mateus 5:48

O tema da perfeição cristã é um tema imensamente interessante e esse tópico já foi objeto de inúmeras considerações por parte de cristãos estudiosos das Escrituras Sagradas. Nesse Post trago a tradução de um artigo de Edward Heppenstall sobre "Quão perfeito é "perfeito"?
Esse artigo foi publicado originalmente no site do instituto de pesquisas bíblicas da conferência geral (acesse o artigo original em inglês clicando aqui!!!)

Para ter acesso ao artigo apenas clique no link "Mais informações" logo abaixo!!!

Graça e Paz!

Saibam mais...
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...