terça-feira, 29 de julho de 2014

Breves lições espirituais sobre as contas hackeadas do facebook oficial da IASD

Sabemos que todas as coisas cooperam para o bem daqueles que amam a Deus, daqueles que são chamados segundo o seu propósito. 
(Romanos 8:28)
Várias das contas oficiais da Igreja Adventista do Sétimo Dia foram hackeadas na noite de 28/07/2014 passando a divulgar links pornograficos com conteúdo de SPAM. Ser infectado com vírus no facebook não é proposital por parte de quem administra um perfil pessoal, muito menos de uma empresa, menos ainda de uma instituição religiosa e ninguém está imune à crimes virtuais de maior ou menor magnitude, pelo que não cabe a nós especular sobre o que conduziu à contaminação.
A IASD lançou nota oficial (acesse aqui!!!) conclamando os membros da igreja a ações simples e pontuais que possam minimizar o problema até que tudo seja solucionado. Veja as orietações na imagem abaixo.


Apesar do desconforto geral que tal situação causou e ainda tem causado, creio que não seja impertinente da minha parte como líder da igreja em minha limitada esfera de atuação, chamar a atenção dos meus leitores à algumas questões importantes relacionadas tagencialmente com o fato em evidência com o simples e perigoso intuito de "fazer pensar":

Após as várias contas oficiais da IASD no facebook terem sido invadidas, roubadas e infestadas com vírus pornográficos, algumas pessoas (poucas, por enquanto) estão se aproveitando do caso para acusar a igreja com baixarias e acusações levianas diversas. Especialmente um cidadão que se destacou nas discussões, mas que ao que tudo indica nem adventista é, sendo apenas alguém que gosta de polemizar em torno do assunto “religião” em especial (vi acusações dele contra testemunhas de Jeová em seu perfil, por exemplo, e várias críticas à Bíblia e religiosos em geral, etc.). 

Além das baixarias que naturalmente não merecerem ser mencionadas nem rebatidas, essa pessoa usou argumentos infelizes citando textualmente a "nova semente", "o mundanismo entrando na igreja" e o “pecado”, além de outras acusações desse mesmo tipo, dizendo que a "ira de Deus" se manifestou contra a igreja por causa dessas questões e o Senhor, então, "retirou a proteção de nossas redes sociais".

Esse evento extremamente negativo, porém, se torna uma oportunidade de refletirmos sobre os frutos de certos discursos comuns dentre os próprios membros da IASD. Mesmo porque, de onde uma pessoa assim, crítica da religião, maldosa e sem noção, sendo NÃO ADVENTISTA, tiraria argumentos sobre "nova semente" e "mundanismo" na igreja e temas correlatos? Alguém imagina?

É comum vermos na internet acusações vindas de MEMBROS E LÍDERES DA IGREJA sobre mundanismo, apostasia e pecado dentro da igreja em torno de interpretações particulares de temas sobre os quais a lei de Deus não versa nos exatos termos em que ela é aplicada, e “onde não há lei, também não há transgressão” (Romanos 4:15). E com certeza, praticamente ABSOLUTA, essas foram as fontes para os ataques do "amigo" a quem me refiro nas páginas oficiais da igreja, que estão temporariamente incapazes de bloquear a manifestação de qualquer pessoa que seja.

Por exemplo, muitos identificam o mundanismo, a apostasia e o pecado com “música com bateria” (a famosa música mundana), “calça comprida”, “blush” e coisas similares a essas, e isso fermentou e dividiu a igreja mais do que a gente imagina (tudo em nome de "reavivamento e reforma" e outros slogans piedosos, claro). E numa hora de ataque como esse, onde um "sem noção" denigre e difama a igreja, percebemos que nossa falta de unidade e maturidade espiritual faz com que o discurso de um desajustado maluco como esse, seja potencialmente idêntico àquele que muitos adventistas fariam por si mesmos, sem qualquer ajuda externa, em conclusão de seus paradigmas "lógicos" do que é uma espiritualidade santa e de seu "conhecimento" doutrinário profundo como um pires.

Alguns diriam, com ares de santidade, que a igreja está brincando com o “pecado” e Deus está mostrando que ele não aprova isso e aquilo (música com bateria, blush e calça comprida, etc.) por causa do ocorrido, numa espécie de crença "supersticiosa", muito comum entre certos religiosos.

Por isso, creio que é aqui que mora a maior lição de toda essa história. O grande tema do pecado gira em torno da lei de Deus (1 João 3:4, Êxodo 20:3-17), que, em resumo, é a lei do amor (Romanos 13:10, Mateus 22:36-40). Ainda que não ouvíssemos músicas com bateria, as mulheres não usassem calça nem blush, e etc., sem amor por Deus e uns pelos outros não seríamos jamais seríamos capazes de defender legitimamente que somos a igreja que “guarda os mandamentos de Deus” (Apocalipse 12:17, João 13:34-35).

Infelizmente, porém, muitas discussões triviais e tolas sobre o “pecado” que não tem fundamento claro na lei de Deus (a não menos que torçamos os textos até sair sangue!), têm feito com que o amor cristão esfrie dentro da própria igreja (Mateus 24:12) e isso é um ataque pior do que o ataque de qualquer vírus ou hacker. Se perdermos TODAS as nossas contas no facebook, mas não perdermos o amor, tudo bem. Mas se mantivermos nossas redes sociais "santas" sem amor no nosso coração, ler 1 Coríntios 13 poderá nos chocar e a volta de jesus poderá nos condenar (Mateus 7:21-23)! E o fato é que um espírito de crítica maldosa está superando amplamente qualquer iniciativa de entender e aceitar o outro cristão, meu irmão na família de Deus, pela "simples" compreensão de que é crime/pecado ser diferente! Tanto em termos de opinião quanto de comportamento (em pontos secundários, logicamente, cf. Romanos 14).

Claro que há nacessdade e espaço para discussões de opiniões, mesmo veementes, mas essas devem ser saudáveis. Entretanto, está cada vez mais difícil encontrar esse espaço, especialmente na internet. E esse é um "bom" episódio para refletirmos no assunto de forma mais madura e ampla. 

Esse seria o momento de mostrarmos uma “fronte unida” ao mundo, de mostrarmos na prática que, por temos na Bíblia nossa única regra de fé e doutrina (ainda que concedamos um lugar de honra e destaque aos escritos de Ellen White, mas não como “substituindo a Bíblia ou estando em mesmo nível que a mesma” [Nisto cremos, p. 289]), somos servos das pessoas (2 Coríntios 4:5) e não julgadores do seu estilo de vida  ou do seu coração ao melhor estilo fariseu (Lucas 18:11, Tiago 4:11).

Mas muitos rejeitam esses limites e forçam muitos textos e contextos (bíblicos ou do Espírito de profecia) a dizer aquilo que eles querem dizer, e assim a obra de acusação e contenda prossegue em ritmo acelerado, tudo, naturalmente, em nome da "Palavra/Lei/Vontade de Deus", "da santidade" e também de "Ellen White".

Diante do tipo de paradigma que muitos estão construindo para sua espiritualidade é impossível evitar o criticismo gratuito e as "suspeitas malignas" (1 Timóteo 6:4), e o fruto é que oferecemos munição aos nossos inimigos para que tripudiem sobre a igreja com os nossos próprios argumentos. (?)

Será que não passou da hora de acordar para o cristianismo BÁSICO igreja amada do Senhor Jesus Cristo?

Mas vai questionar "esse pessoal" pra ver! Suas intenções serão julgadas como o "desejo de defender o pecado(!)" e os terrores do inferno serão invocados sobre você, com o adicional desejo de que uma possível "interpretação equivocada" da igreja adventista termine por revelar no último dia que o INFERNO, na verdade, é TORTURA SEM FIM e não "apenas" uma "segunda morte", daí a alegria dos tais "santos" que vêem mundanismo, apostasia e pecado onde não há lei será completa e, finalmente, todos os ouvintes  adventistas de "músicas mundanas" (e estamos falando de LOUVORES tocados na igreja e não de músicas claramente profanas "por aí") e todas as irmãs que usam "calça" e "blush" receberão o que sua "rebelião" merece!!!

Educação espiritual, tanto em sentido de compreensão teológica da Bíblia, do Espírito de Profecia e das relações entre uma coisa e outra, quanto na direção de conscientizar a membresia e liderança de que a família, a igreja e a sociedade são os palcos de exercícios práticos de abnegação, fé, tolerãncia, mansisão e amor. Essa educação é imperativa em nosso discipulado. Essas duas direções (teórica e prática) resumem a grande necessidade da igreja como um todo e, creio eu, resumem o sentido do "reavivamento da VERDADEIRA piedade".

Oremos por essa situação toda. Digo não somente a da invasão dos Hackers, mas também, apesar de que ela será LOGO SOLUCIONADA PELA GRAÇA DE DEUS. Mas oremos pela igreja de forma geral para que possamos ser mais unidos em torno da VERDADE e não tão facilmente atraídos a batalhas desnecessárias e tolas em nome do que é SECUNDÁRIO e duvidoso, enfraquecendo assim a unidade da igreja para o cumprimento da missão de pregar o EVANGELHO ao mundo.

Graça e Paz!

Saibam mais...

segunda-feira, 21 de julho de 2014

Tony Palmer morreu! Bispo anglicano defensor do ecumenismo junto ao Papa francisco faleceu dia 20/07/2014


Tony Palmer, bispo anglicano que chamou a atenção de cristãos em todo o mundo ao defender o ecumenismo junto ao Papa Francisco e um grupo de líderes pentecostais norte americanos, morreu em decorrência de um acidente de moto no dia 20/07/2014. Em nota, a Ark community afirmou que os médicos tentaram salvar sua vida numa cirgurgia que durou mais de 10 horas, mas ele não suportou os ferimentos e veio a falecer. O ecumenismo perdeu um de seus articuladores humanos, mas existem muitos outros que permanecem fiéis aos ideais do movimento. Derrumar as barreiras entre as diversas denominações cristãs, incluindo-se a Igreja Católica Aspostólica Romana.

Para mais informações sobre "ecumenismo" acesse o vídeo 
"Nos bastidores do Ecumenismo"



Graça e Paz!

Saibam mais...

domingo, 20 de julho de 2014

Jesus e a morte (Sermão em áudio)

 Então, Jesus lhes disse claramente: Lázaro morreu; e por vossa causa me alegro de que lá não estivesse, para que possais crer; mas vamos ter com ele.
 João 11:14-15

Para ouvir esse sermão apenas clique em Play


A morte é a "incógnita" mais sinitra da realidade na mente de muitos seres humanos. Inúmeras teorias a respeito da morte e da vida após a morte existem. Nessa mensagem exploro como Jesus lidou com essa questão intrigante e interessante. Que Deus fale ao coração de todas as pessoas que ouvirem essa mensagem através de Sua Palavra.


Graça e Paz!!!

Saibam mais...

sexta-feira, 18 de julho de 2014

Jesus e o Sábado (Sermão em áudio)

...alguns dos fariseus diziam: Esse homem não é de Deus, porque não guarda o sábado. Diziam outros: Como pode um homem pecador fazer tamanhos sinais? E houve dissensão entre eles. 
João 9:16

Para ouvir esse sermão apenas clique em Play


Nessa mensagem exploro a relação entre Jesus e o sábado no Evangelho de João. Que as verdades da Palavra de Deus iluminem e abençoem a todos que ouvirem essa pregação.


Graça e Paz!

Saibam mais...

quarta-feira, 16 de julho de 2014

Jesus e a saúde (Sermão em áudio)

Passadas estas coisas, havia uma festa dos judeus, e Jesus subiu para Jerusalém. Ora, existe ali, junto à Porta das Ovelhas, um tanque, chamado em hebraico Betesda, o qual tem cinco pavilhões. Nestes, jazia uma multidão de enfermos, cegos, coxos, paralíticos
 João 5:1-3

Para ouvir esse sermão apenas clique em Play


Nessa mensagem exploro a relação de Jesus para com os doentes. A saúde é um dom precioso de Deus para nós e precisamos cuidar dele como bons mordomos. Que Deus vale ao coração de cada pessoa que entrar em contato com esse material!


Graça e Paz!

Saibam mais...

segunda-feira, 14 de julho de 2014

Jesus e o sexo (Sermão em áudio)

 ...porque cinco maridos já tiveste, e esse que agora tens não é teu marido 
João 4:18

Para ouvir esse sermão apenas clique em Play


A sexualidade é um dos temas mais difíceis de serem tratados a partir de uma perspectiva bíblica dentro das igrejas cristãs de forma geral, isso por causa de pudores, vergonhas, mitos e dificuldades de algumas pessoas em relação a esse assunto. Nessa mensagem eu exploro a relação entre Jesus e o sexo. Que esse sermão seja uma bênção a todos que a ouvirem!


Graça e Paz!

Saibam mais...

domingo, 13 de julho de 2014

Jesus e a Religião (Sermão em áudio)

e [Jesus] disse aos que vendiam as pombas: Tirai daqui estas coisas; não façais da casa de meu Pai casa de negócio. (João 2:16)

Para ouvir esse sermão apenas clique em Play


Nessa mensagem eu exploro algumas das relações entre Jesus e a religião. Meu desejo é que esse sermão seja veículo de instrução e esclarecimento espiritual a todos que o ouvirem com o coração aberto para aprender da Palavra do Senhor.


Graça e Paz!

Saibam mais...

sexta-feira, 11 de julho de 2014

Jesus e a Natureza Humana! (Sermão em áudio)

E [Jesus] não precisava de que alguém lhe desse testemunho a respeito do homem, porque ele mesmo sabia o que era a natureza humana. 
João 2:25

Para ouvir esse sermão apenas clique em Play


Iniciamos hoje uma série de mensagens sobre o Evangelho de João. Nessa primeira pregação falo sobre o conhecimento divino de Jesus da natueza humana. Que essa mensagem seja uma bênção a todos que a ouvirem de coração atento e aberto à Palavra de Deus.


Graça e Paz!

Saibam mais...

sexta-feira, 4 de julho de 2014

Brasil X Colômbia: Fidelidade, Bom Senso, Tolerância e Amor

Se desviares o pé de profanar o sábado e de cuidar dos teus próprios interesses no meu santo dia; se chamares ao sábado deleitoso e santo dia do SENHOR, digno de honra, e o honrares não seguindo os teus caminhos, não pretendendo fazer a tua própria vontade, nem falando palavras vãs, então, te deleitarás no SENHOR. Eu te farei cavalgar sobre os altos da terra e te sustentarei com a herança de Jacó, teu pai, porque a boca do SENHOR o disse.
 Isaías 58:13-14

Me dirijo nesse post especialmente aos meus irmãos adventistas do sétimo dia. Venho através dessa texto refletir sobre poucas questões com cada um de vocês que tomarem a iniciativa de ler esse texto.

1- Estamos nos preparando para um momento da história do mundo onde quem não receber "a marca a besta" não poderá comprar nem vender (Apocalipse 13:11-18). Ellen White diz: " com relação à crise diante de nós. A mais vívida descrição não pode atingir a grandeza daquela prova." 
(O Grande conflito, p. 622).

Sendo assim, é triste ver em nossas igrejas pessoas tão inconscientes da importância da verdade bíblica a respeito do sábado da lei de Deus (Êxodo 20:8-11) que eles facilmente sucumbem a uma prova INFINITAMENTE MENOR do que aquela que esperamos para nosso futuro breve e desonram a Deus por causa de um jogo de futebol qualquer. Mas a Bíblia diz que só entrará no "gozo do seu Senhor" aquele que demonstrar ser fiel "no pouco" (Mateus 25:21).

2- Se a verdade do SÁBADO, que é tão clara NA BÍBLIA e tão extensamente pregada nos púlpitos adventistas é tão mal compreendida e espezinhada, imaginemos a situação da igreja diante de assuntos menos falados como "salvação pela graça mediante a fé e isso não vem de vós!" (Efésios 2:8)? "até duas mil  trezentas tardes e manhãs e o santuário será purificado" (Daniel 8:14)? "amem uns aos outros" (João 15:12)? "nenhuma coisa é de si mesma impura, salvo para aquele que assim a considera; para esse é impura." (Romanos 14:14)? etc.

3- Se muitas pessoas dentro da igreja têm dificuldades com O QUE ESTÁ CLARAMENTE REVELADO NA PALAVRA DE DEUS, isso deve nos colocar em estado máximo de alerta quanto à discussões dentro da igreja que envolvam pontos de OPINIÃO PESSOAL por não lidarem com aquilo que foi REVELADO por DEUS diretamente. Dentre assuntos temos determinadas questões sobre música, vestuário, entretenimento, estilo de vida e etc.

4- A expressão "bom senso" ocorre em 3 versos do Novo Testamento (Atos 26:25, 1 Timóteo 2:9, 15). Tal qualidade está em falta na vida de muitos adventistas e precisa ser mais enfatizada. Digo isso pois percebo que muitas brigas (doutrinárias ou pessoais) dentro da igreja ocorrem pela simples falta dessa característica.

5- Quando nos deparamos com a realidade da igreja e suas fragilidades podemos ter a ânsia de nos tornar intolerantes na tentativa de reformá-la, essa é uma tentação real. Mas assim como é difícil para nós mudarmos enquanto seres humanos, a igreja como congregação ou instituição tem a mesma dificuldade. Portanto, diante das nossas dificuldades em mudar, temos de buscar desenvolver tolerância para com as coisas que precisam ser mudadas na igreja sobre as quais ela manifesta dificuldade de amadurecer.

6- Se o jogo do Brasil representa uma tentação muito grande para certos adventistas, que terminam por quebrar a lei de Deus em nome desse tipo de coisa, só podemos nos apavorar diante do "decreto de morte" aos que não se curvarem ao mundo em infidelidade à lei de Deus. 

7-Entretanto, há um desafio maior do que esses dois desafios JUNTOS. É o desafio do amor. Falar de amor é fácil, mas viver o amor é difícil. Temos dificuldades de nos amar como família, como igreja e como sociedade, que se dirá do amor aos "inimigos"? Esse é o verdadeiro desafio.

Triste é constatar que muitos que vencerão a tentação de ver o final do jogo Brasil e Colômbia e estão se preparando para "não transgredir a lei" em um contexto de perseguiçao apocalíptica, não tem vencido a tentação de viver uma vida cristã na qual o amor não mais arde intensamente 
(Mateus 24:12, cf. Apocalipse 2:4 e 1 Coríntios 13)

Por faltar amor pelas verdades bíblicas, faltar amor pelas pessoas e faltar amor por Deus é que talvez o amor pelo futebol nao falte, talvez seja só isso que restou a alguns. Deus nos salve!

Pr. Ezequiel Gomes
Graça e Paz!!!

Saibam mais...

As almas penadas, as vidas passadas, a reencarnação e o dia em que a morte morreu! (Sermão em áudio)

O último inimigo a ser destruído é a morte.
1 Coríntios 15:26

Para ouvir esse sermão apenas clique em Play


Nessa mensagem eu exploro a questão da morte na Palavra de Deus à luz de conceitos espiritualistas em geral que são bastante comuns em nossa sociedade. Que todos aqueles que ouvirem essa mensagem sejam abençoados com a verdade de Deus em seus corações!


Graça e Paz!!!

1 Coríntios 15

Irmãos, venho lembrar-vos o evangelho que vos anunciei, o qual recebestes e no qual ainda perseverais; por ele também sois salvos, se retiverdes a palavra tal como vo-la preguei, a menos que tenhais crido em vão. Antes de tudo, vos entreguei o que também recebi: que Cristo morreu pelos nossos pecados, segundo as Escrituras, e que foi sepultado e ressuscitou ao terceiro dia, segundo as Escrituras. E apareceu a Cefas e, depois, aos doze. Depois, foi visto por mais de quinhentos irmãos de uma só vez, dos quais a maioria sobrevive até agora; porém alguns já dormem. Depois, foi visto por Tiago, mais tarde, por todos os apóstolos e, afinal, depois de todos, foi visto também por mim, como por um nascido fora de tempo. Porque eu sou o menor dos apóstolos, que mesmo não sou digno de ser chamado apóstolo, pois persegui a igreja de Deus. Mas, pela graça de Deus, sou o que sou; e a sua graça, que me foi concedida, não se tornou vã; antes, trabalhei muito mais do que todos eles; todavia, não eu, mas a graça de Deus comigo. Portanto, seja eu ou sejam eles, assim pregamos e assim crestes. Ora, se é corrente pregar-se que Cristo ressuscitou dentre os mortos, como, pois, afirmam alguns dentre vós que não há ressurreição de mortos? E, se não há ressurreição de mortos, então, Cristo não ressuscitou. E, se Cristo não ressuscitou, é vã a nossa pregação, e vã, a vossa fé; e somos tidos por falsas testemunhas de Deus, porque temos asseverado contra Deus que ele ressuscitou a Cristo, ao qual ele não ressuscitou, se é certo que os mortos não ressuscitam. Porque, se os mortos não ressuscitam, também Cristo não ressuscitou. E, se Cristo não ressuscitou, é vã a vossa fé, e ainda permaneceis nos vossos pecados. E ainda mais: os que dormiram em Cristo pereceram. Se a nossa esperança em Cristo se limita apenas a esta vida, somos os mais infelizes de todos os homens. Mas, de fato, Cristo ressuscitou dentre os mortos, sendo ele as primícias dos que dormem. Visto que a morte veio por um homem, também por um homem veio a ressurreição dos mortos. Porque, assim como, em Adão, todos morrem, assim também todos serão vivificados em Cristo. Cada um, porém, por sua própria ordem: Cristo, as primícias; depois, os que são de Cristo, na sua vinda. E, então, virá o fim, quando ele entregar o reino ao Deus e Pai, quando houver destruído todo principado, bem como toda potestade e poder. Porque convém que ele reine até que haja posto todos os inimigos debaixo dos pés. O último inimigo a ser destruído é a morte. Porque todas as coisas sujeitou debaixo dos pés. E, quando diz que todas as coisas lhe estão sujeitas, certamente, exclui aquele que tudo lhe subordinou. Quando, porém, todas as coisas lhe estiverem sujeitas, então, o próprio Filho também se sujeitará àquele que todas as coisas lhe sujeitou, para que Deus seja tudo em todos. Doutra maneira, que farão os que se batizam por causa dos mortos? Se, absolutamente, os mortos não ressuscitam, por que se batizam por causa deles? E por que também nós nos expomos a perigos a toda hora? Dia após dia, morro! Eu o protesto, irmãos, pela glória que tenho em vós outros, em Cristo Jesus, nosso Senhor. Se, como homem, lutei em Éfeso com feras, que me aproveita isso? Se os mortos não ressuscitam, comamos e bebamos, que amanhã morreremos. Não vos enganeis: as más conversações corrompem os bons costumes. Tornai-vos à sobriedade, como é justo, e não pequeis; porque alguns ainda não têm conhecimento de Deus; isto digo para vergonha vossa. Mas alguém dirá: Como ressuscitam os mortos? E em que corpo vêm? Insensato! O que semeias não nasce, se primeiro não morrer; e, quando semeias, não semeias o corpo que há de ser, mas o simples grão, como de trigo ou de qualquer outra semente. Mas Deus lhe dá corpo como lhe aprouve dar e a cada uma das sementes, o seu corpo apropriado. Nem toda carne é a mesma; porém uma é a carne dos homens, outra, a dos animais, outra, a das aves, e outra, a dos peixes. Também há corpos celestiais e corpos terrestres; e, sem dúvida, uma é a glória dos celestiais, e outra, a dos terrestres. Uma é a glória do sol, outra, a glória da lua, e outra, a das estrelas; porque até entre estrela e estrela há diferenças de esplendor. Pois assim também é a ressurreição dos mortos. Semeia-se o corpo na corrupção, ressuscita na incorrupção. Semeia-se em desonra, ressuscita em glória. Semeia-se em fraqueza, ressuscita em poder. Semeia-se corpo natural, ressuscita corpo espiritual. Se há corpo natural, há também corpo espiritual. Pois assim está escrito: O primeiro homem, Adão, foi feito alma vivente. O último Adão, porém, é espírito vivificante. Mas não é primeiro o espiritual, e sim o natural; depois, o espiritual. O primeiro homem, formado da terra, é terreno; o segundo homem é do céu. Como foi o primeiro homem, o terreno, tais são também os demais homens terrenos; e, como é o homem celestial, tais também os celestiais. E, assim como trouxemos a imagem do que é terreno, devemos trazer também a imagem do celestial. Isto afirmo, irmãos, que a carne e o sangue não podem herdar o reino de Deus, nem a corrupção herdar a incorrupção. Eis que vos digo um mistério: nem todos dormiremos, mas transformados seremos todos, num momento, num abrir e fechar de olhos, ao ressoar da última trombeta. A trombeta soará, os mortos ressuscitarão incorruptíveis, e nós seremos transformados. Porque é necessário que este corpo corruptível se revista da incorruptibilidade, e que o corpo mortal se revista da imortalidade. E, quando este corpo corruptível se revestir de incorruptibilidade, e o que é mortal se revestir de imortalidade, então, se cumprirá a palavra que está escrita: Tragada foi a morte pela vitória. Onde está, ó morte, a tua vitória? Onde está, ó morte, o teu aguilhão? O aguilhão da morte é o pecado, e a força do pecado é a lei. Graças a Deus, que nos dá a vitória por intermédio de nosso Senhor Jesus Cristo. Portanto, meus amados irmãos, sede firmes, inabaláveis e sempre abundantes na obra do Senhor, sabendo que, no Senhor, o vosso trabalho não é vão.

Saibam mais...

quinta-feira, 3 de julho de 2014

Qual a relação entre salvação e estilo de vida na carta de Tiago? (Sermão em áudio)

Um só é Legislador e Juiz, aquele que pode salvar e fazer perecer; tu, porém, quem és, que julgas o próximo? Tiago 4:12

Para ouvir esse sermão apenas clique em Play


Nessa mensagem exploro a relação ente estilo de vida e salvação a partir de uma das cartas mais interessantes do Novo Testamento a esse respeito. Comumente Tiago é usado como fonte de ataques contra a teologia de Paulo e isso torna imperativo o estudo sério desse assunto. Que Deus ilumine a todos os que estudarem essa mensagem com discernimento espiritual!


Graça e Paz!!!

Saibam mais...
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...