quinta-feira, 22 de dezembro de 2011

A Segunda Vinda de Jesus Cristo

Eis que Ele vem com as nuvens e todo olho o verá!!!
Apocalipse 1:7

Não existe verdade mais urgente, mais importante, ou mais maravilhosa do que a verdade da Breve Volta de Jesus Cristo a esse mundo! Essa verdade nos inspira e ilumina os olhos do entendimento para ser a âncora de nossa alma em mundo semelhante a um mar intempestivo!
Nesse Post trago a tradução do verbete: "A Segunda Vinda de Jesus Cristo" do dicionário bíblico adventista e espero que todos possam ser abençoados com a verdade bíblica que está contida nesse assunto!

Para ter acesso ao artigo apenas clique no link "Mais informações" logo abaixo

Graça e paz!!!
Maranata, Ora Vem Senhor Jesus



A Segunda Vinda de Jesus Cristo
Dicionário Bíblico Adventista do Sétimo Dia
(Comitê executivo da Review and Herald)

O Retorno de Nosso Senhor a essa terra com poder e grande glória, no final da era do evangelho, para retribuir aos homens de acordo com suas obras, e para estabelecer Seu eterno e glorioso reino.
A exata expressão “segunda vinda de Cristo” não existe na Bíblia, mas vários outros termos são usados para descrever esse evento. Nosso Senhor repetidamente se referiu à “vinda do filho do Homem” (Mat. 24:27, 37, 39; cf. 16:27, 28; Mc. 13:26; 14:62; Lc. 9:26, etc.) e de Sua manifestação/revelação (Lc. 17:30). Paulo fala da “vinda de Nosso Senhor Jesus Cristo” (1 Tess. 5:23), ou simplesmente de “Sua vinda” (2 Tess. 2:8), ou de seu “aparecimento” (2 Tim. 4:8). Tiago se refere à “vinda do Senhor” (Tg. 5:7-8), a Pedro à “vinda de Nosso Senhor Jesus Cristo” 2 Pedro 1:16) e à “vinda do Dia de Deus” (2 Pedro 3:12). Por todo o Novo Testamento são feitas referências “àquele Dia” (Mt. 7:22; 24:36; Lc. 10:12; 21:34; 2 Tim. 4:8, etc.), “o Dia” (Rom. 13:12; Heb. 10:25), “o Dia de Nosso Senhor” (1 Cor. 1:8), “o Dia do Senhor Jesus Cristo” (1 Cor. 5:5; 2 Cor. 1:14), e “o Dia de Jesus Cristo” (Fil. 1:6).
A doutrina da Segunda Vinda não é expressa tão claramente ou amplamente no Antigo Testamento quanto é no Novo Testamento, em parte por que o Messias ainda não tinha vindo pela primeira vez e não havia necessidade de se distinguir entre uma primeira e uma segunda vinda, mas também por que os profetas do Antigo Testamento descreveram eventos que o Novo Testamento associa com a Segunda Vinda em termos da maneira como as coisas teriam acontecido dentro da estrutura do plano original de Deus para Israel. As expressões comuns do AT pelas quais são feitas referências a eventos associados com a Segunda Vinda são: “O Dia do Senhor” (Isaías 2:12, 13:9), e “aquele Dia” (Zac. 14:4). Para os escritores do AT “o Dia do Senhor” era essencialmente um Dia de julgamento divino sobre os inimigos de Israel e da um glorioso livramento e exaltação para o povo escolhido de Deus.
Os termos comuns que o NT usa para se referia à Segunda Vinda de Cristo são: Parousia, (Presença, Emitir luz/claridade); Epiphaneia (Aparecimento); e Apokalupsis (Revelação).
Parousia aparece comumente em papiros que descrevem a visita de um imperador ou de um rei. Às vezes é usado para denotar a “presença” como o oposto da “ausência” (como em Filipenses 2:12), mas mais comumente descreve a ‘vinda’ como aquela de Cristo (2 Tess. 2;1), ou de homens (1 Cor. 16:17).
Epiphaneia ocorre várias vezes no grego clássico para designar o aparecimento de deuses pagãos. No NT é usado exclusivamente para os gloriosos primeiro (2 Tim. 1:10), e segundo (1 Tim. 6:14; 2 Tim. 4:1; Tito 2:13) Adventos do Senhor Jesus Cristo.
Apocalupsis é usado para o “aparecimento” ou “revelação” de Cristo em Sua Segunda Vinda (1 Pe 1:7, 13; 4:13).
            Implícito ou explícito em todos os ensinamentos de Nosso Salvador está a necessidade de um Segundo Advento para completar a obra de Salvação que ele iniciou em seu primeiro advento. O primeiro advento testemunhou o estabelecimento do Reino da Graça, anunciado por João Batista (Mt. 3:2) e mais tarde pelo Senhor (Mc 1:15-15) e seus discípulos (Mt. 10:7). Por todo Seu ministério Jesus falou de Sua Vinda em glória como um tempo quando Ele se sentaria “no trono de Sua Glória” para julgar as nações (Mt. 25:31-46) e retribuir todos os homens cada um de acordo “com suas obras” (Mt. 16:27); um tempo quando os mortos ouviriam “a voz do Filho de Deus, e ...viverão” (João 5:25-29); um tempo quando os anjos “ajuntarão os escolhidos dos quatro ventos, de uma extremidade do céu à outra” (Mt. 24:30, 31). Um tempo quando Ele viria para receber os Seus para si mesmo (João 14:1-3). Antes de sua ascensão Jesus confiou aos seus discípulos a comissão evangélica (Mt. 28:19-20). Seria necessário tempo para cumprir essa comissão, mas quando ela fosse cumprida o tempo do evangelho chegaria a um fim (Mt. 24:14).
            Quanto à natureza da Segunda Vinda, Cristo disse, “Eu vou” e “Virei outra vez” (João 14:3). De forma similar, em sua ascensão dois anjos não apenas asseguraram aos apóstolos de que “esse mesmo Jesus” retornaria, mas também prometeram que Ele voltaria “da mesma maneira” como eles tinham-no visto subir ao céu. (Atos 1:11). Em Seu retorno “todo olho o verá” (Apocalipse 1:7; cf. Mt. 24:30). Quando o Senhor descer do céu “os mortos em Cristo devem ressurgir primeiro; então nós os que estivermos vivos seremos transformados e então seremos arrebatados para o encontro do Senhor nos ares: e então estaremos para sempre juntos com o Senhor” (1 Tess. 4:16-17). A imortalidade será concedida aos justos ressurretos ou vivos “em um piscar de olhos” quando “os mortos ressuscitarão incorruptíveis, e nós seremos transformados” (1 Cor. 15:52).
            A Segunda Vinda é o Grande Evento que traz essa era da história humana a um fim e marca a transição para os séculos intermináveis da eternidade. O glorioso aparecimento de Jesus Cristo é “a Bendita esperança” para a qual os cristãos olham nesta vida (Tito 2:13) sendo um tempo quando eles estão unidos para sempre juntos com o Senhor (João 14:2, 3; 1 Tess. 4:17). Então eles serão chamados para a imortalidade, com a infinita alegria da presença de Deus (Apocalipse 21:1-5) para “receber o Reino” preparado para eles “desde a fundação do mundo” (Mt. 25:34), e eles reinarão “pelos séculos dos séculos” (Apocalipse 22:1-5).

Um comentário:

conselhosdecristo disse...

Muito bom o artigo, realmente muito interessante, muitos já não acreditam na volta de Jesus, mas Deus é fiel para com sua palavra, o que ele fala cumpre.
Vamos faze o seguinte siga o meu perfil no twitter:
https://twitter.com/#!/mensageirofiel
E eu divulgarei seus artigos no meu twitter e facebook.
Dessa forma mais pessoas terão acesso a seus artigos.
E vamos continuar confiantes certo que Jesus em breve vem

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...